Confira as principais aplicações da inteligência artificial em jogos eletrônicos - Blog - McTech Goiânia

Centro de Excelência Apple
Av. T-1 Nº 2266, Setor Bueno - Goiânia - GO

(62)3251-2001

Cadastre-se Grátis e receba nosso conteúdo!

Confira as principais aplicações da inteligência artificial em jogos eletrônicos

Confira as principais aplicações da inteligência artificial em jogos eletrônicos
Share on Facebook0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0

 

O mercado de Jogos Digitais continua a pleno vapor e a tendência é o investimento constante em tecnologias avançadas, sendo que a inteligência artificial (IA) consiste numa das áreas a serem exploradas cada vez mais pelos desenvolvedores. A Ubsoft, inclusive, anunciou no último mês de dezembro a criação de sua nova divisão, a La Forge, direcionada ao desenvolvimento de tecnologias de IA para games e pesquisas científicas.

 

Hoje, os jogos digitais se encontram num patamar jamais pensado anos atrás. Com gráficos incríveis, o realismo vem crescendo junto. Em 1956, o professor universitário John McCarthy definiu a Inteligência Artificial como “a ciência e engenharia capaz de construir máquinas inteligentes”. Ou seja, trata-se da elaboração de dispositivos que simulem a capacidade de raciocínio humano.

 

Assim, os enredos tornam-se cada vez mais reais, simulando situações da vida cotidiana, como no jogo The Sims, no qual os jogadores podem criar personagens únicos, construir uma casa, desenvolver relacionamentos, etc. Outro exemplo é o simulador de corrida de carros, Gran Turismo.

the-sims-inteligencia-artificial-jogos
The Sims.

 

Confira a seguir algumas das principais aplicações da Inteligência Artificial nos jogos eletrônicos!

 

Jogos de Estratégia
Uma das características dessa modalidade é o uso do raciocínio lógico pelo jogador. De acordo com Victor Kazuo Tatai (2003), a IA pode ser dividida em navegação de unidades – utilizando algoritmo de vida artificial (A*) ou técnicas de planejamento em tempo real -, e planejamento estratégico – o qual define caminhos de árvores (análise de todas as possíveis jogadas levando em consideração todas as possíveis ações do adversário, escolhendo o caminho mais provável ao melhor resultado), ritmos de produção, freqüência de ataques, deslocamentos e posicionamento.

 

Os primeiros games de estratégia surgiram a partir de jogos de tabuleiro, como xadrez, ludo, damas e o famoso Civilization. Dessa forma, eles são baseados em turnos – quando um jogador realiza suas ações enquanto o outro aguarda. Já nos jogos de estratégia em tempo real (RTS) não têm progresso por turnos e, geralmente, os jogadores devem gerenciar seus recursos (comida, ouro, energia, etc.) para criar bases e unidades, planejar defesas e ataques para derrotar seus adversários. Como exemplo podemos citar o jogo Dune: the building of a dinasty, da Westwood Studios.

dune-2-jogo-estratégia-inteligencia-artifical
Dune 2: the building of a dynasty.

Sensoriamento do Ambiente
Segundo Michael Buckland (2005), a modelagem de percepção é que sustenta a ilusão de atenção de um agente. Este tipo de modelagem simula decisões lógicas dos sentidos, como audição, visão e olfato, de modo que um agente possa perceber um ambiente de forma similar à humana. É considerada como agente qualquer coisa que possa perceber o ambiente por meio de sensores e atue no mesmo por meio de atuadores.

 

Logo, podemos perceber a grande utilidade dos agentes para os jogos digitais, pois a capacidade de sensoriar e atuar num ambiente eletrônico contribuem para promover interação e dar mais realidade na simulação de ambientes e vidas artificiais. Um exemplo de game que utiliza agentes é o The Sims, que simula o comportamento humano.

 

Path-Finding
Essa aplicação, também chamada de navegação, é bastante utilizada no desenvolvimento de jogos eletrônicos. Ela se torna necessária quando o game engloba a construção de um mundo habitado por agentes que se movem em direção à determinado objetivo (geralmente, o personagem controlado pelo jogador). Assim, os agentes adquirem a propriedade de navegação a fim de encontrar o melhor caminho para se mover em direção ao alvo.

 

Combate
É bastante comum o combate em jogos eletrônicos, onde as entidades controladas pelo jogador combatem entidades computadorizadas. Neste caso, é necessário o uso de mecanismos que controlem como estas últimas deverão coordenar suas ações e cooperar entre si para vencer o grupo adversário, comandado pelo jogador. Como exemplo, podemos citar o jogo Half-life 2.

Half-Life-2-jogo-inteligencia-artificial
Half Life 2.

 

Curtiu saber mais sobre como a Inteligência Artificial pode ser aplicada nos jogos eletrônicos? Comente com a gente!

 

Fonte:

Aplicação de agentes em Jogos Digitais

Engadget

Inteligência Artificial em Jogos Digitais

Select Game

Share on Facebook0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0
Quer saber como criar o game que você sempre sonhou?
Ebook iGames

Baixe seu ebook - "Como criar o jogo do seus sonhos em 5 passos!"

McTech © Todos os Direitos Reservados - 2015 | Desenvolvido por Blueberry - Soluções Digitais